Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

autores-billboard

2019 Em Livros_ Top 5.jpg

 

Olá pessoal, como estão essas leituras? Chegaram ao vosso objectivo? Eu confesso que superei a minhas expectativas iniciais, tinha previsto ler 45 livros e estou por estes dias a ler o 55º livro deste ano, que devo conseguir acabar mesmo no dia 31 (espero eu…).

Com a chegada do fim do ano, chegam também os tops de livros do ano. Tal como no ano passado, eu prefiro começar pelas desilusões, que, para a quantidade de livros que li, não foram assim tantas. Noutro dia irei fazer o Top dos melhores do ano, o que irá ser um trabalho muito mais difícil, já que 2019 foi um ano recheado de boas leituras para mim. Vamos lá então falar das desilusões de 2019:

 

 

5º Lugar

 

“Olifaque” de João Magueijo

 

Não é que esperasse uma obra de arte deste tipo de livro, mas mesmo como comédia acabou por não ser bom o suficiente. Começando bem, mas depois tornou-se muito maçador. Por isso, ganha a presença neste Top.

 

 

4º Lugar

 

“A Verdade e Outras Mentiras” de Sascha Arango

 

Foi o livro que mais me irritou por ter uma letra quase assassina (sim, ao longo deste ano este assunto tornou-se um ódio de estimação). A história prometia e até nem foi má de todo, mas a construção dos capítulos por parte do autor, com poucos diálogos, fez com que não passasse das duas estrelas.

 

 

3º Lugar

 

“Fica Comigo” de Lucie Whitehouse

 

Este foi aquele livro típico que decide começar lento, sem grande suspense e que vai crescendo de interesse ao longo da história. Pois bem, isso para mim é um crime e o que normalmente acontece (e foi o que aconteceu aqui) é que a meio do livro estou completamente desligado, já nem sei quem é quem e só quero chegar ao fim. Melhorou ao longo da história?! Claro, como não?! E foi por isso que levou duas estrelas e não uma…

 

 

2º Lugar

 

“Viagens” de Olga Tokarczuk

 

Li este livro ainda antes da autora ter sido premiada com o Prémio Nobel da Literatura. Desde o início a minha expectativa (que tinha por base a sinopse) estava completamente errada. Depois os temas das viagens que foram sendo abordados não tinham qualquer interesse para mim. Foi uma grande desilusão, e mesmo correndo o risco de parecer incoerente, mas a escrita de Olga Tokarczuk tem uma escrita muito boa e ainda acredito que vá dar uma segunda oportunidade a outra obra sua.

 

 

1º Lugar

 

“Dez Anos Depois” de Liane Moriarty

 

Este livro foi a maior desilusão de 2019 porque com a expectativa que a sinopse me criou e pelo que já tinha ouvido falar desta autora, o livro tinha tudo para ser muito bom, mas acabou por ser tão previsível que me fez questionar se algum dia voltaria a ler mais algum livro desta autora. Entretanto, já fui persuadido a dar-lhe uma segunda oportunidade, mas admito, que quando acontecer, irei receoso.

 

Então e vocês qual foi a maior desilusão literária deste ano? Porquê? Já leram algum dos livros que estão neste Top? A vossa opinião difere muito da minha? Vamos, comentem, gostava muito de saber as vossas opiniões. Dentro dias esperem o Top dos melhores do ano, esse sim, foi (e ainda bem) muito mais difícil de fazer. Obrigado a todos, que 2020 seja mais um ano repleto de boas leituras. Até à próxima!

 

9 comentários

Comentar post