Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

ARaparigaDeAntes.jpg

 

 

Olá pessoal, boa quarta-feira a todos! Vamos lá continuar na saga “Tenho uns quantos livros para dar opinião em atraso”! Para ninguém estranhar, continuamos a falar sobre os livros para o SeptemberThrills.

Esta foi a minha segunda leitura e tendo em conta o excelente começo do desafio com “Um, Dó, Li, Tá”, este segundo livro tinha que ser algo especial para ser um sucessor digno. Fala-vos então de “A Rapariga de Antes” (título original: The Girl Before) de J.P. Delaney, editado em Portugal pela Suma de Letras.

 

1.png

 

 

Temos então a história de duas mulheres que, em alturas diferentes, viveram na mesma casa: no passado temos Emma que procura uma casa que lhe dê segurança e que vê na n.º 1 de Folgate Street exactamente o sítio ideal… para perder a vida (Pronto, se calhar estou a exagerar um pouco). Depois no presente temos Jane que devido a uma tragédia pessoal se enamora pela casa, pelo seu minimalismo, pelas regras impostas pelo arquitecto, por tudo e até por descobrir o que aconteceu com a anterior ocupante da casa que ali havia morrido subitamente.

 

2.png

 

Com isto tudo e mais alguma coisa, tínhamos aqui “pano para mangas” e a minha curiosidade já estava lá em cima (não, não é aí, é um bocadinho mais acima) para perceber como é que estas duas personagens, e as suas histórias, se iriam interligar.

A construção dos capítulos, para mim, está muito bem conseguida, deambulando entre passado e presente, mas, no entanto, não foram poucas as vezes que tive que voltar atrás para perceber em qual dos espaços temporais seguia. O ritmo começa lento, como seria de esperar, para apresentar as personagens e marcar as diferenças na vida das ocupantes da obra-prima criada por Edward Monkford.

 

3.png

 

Também esta personagem tem o seu relevo na história, desde logo porque mesmo não vivendo na casa, não deixa de ser ele a ditar as regras (e que regras) na habitação.

 

4.png

 

Este livro tem pormenores espectaculares, que demoram algum tempo até que entendamos o seu verdadeiro significado. (só para quem já leu: aquela página que se seguiu à morte dela?! Genial…). O final também é um desses pormenores que achei muito original. A forma como o autor escolhe para nos dizer a decisão final ficou perfeita.

 

5.png

 

Eu adorei quase tudo neste livro, mesmo quando me fazem odiar certo tipo de cenas que vão acontecendo. Não é aquele livro que prende logo na primeira página e que tem um “ritmo” alto logo desde o início, mas consegue muito bem mantermo-nos curiosos pela próxima página. Eu dei 5 estrelas no Goodreads exactamente pela construção de todo o enredo e todos os pormenores que acabam por ter a sua importância na história e que nos mantêm curiosos, até descobrirmos o que realmente se passou com “A Rapariga de Antes”.

 

6.png

 

E agora digam-me lá, quem já leu este livro? Já leram mais algum livro do autor? Quem já leu mais que um, qual é o vosso preferido? Como é que estão a correr as vossas leituras para o SeptemberThrills? Eu estou a adorar e espero que todos se sintam como eu. Por isso, já sabem, comentem e boas leituras! Até à próxima!

 

7.png

 

8.png

9.png