Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

         Caros visitantes que passam por este blogue talvez não imaginem que a primeira vez que comprei um computador e tive acesso à internet (à minha conta, digamos assim) foi no ano de 2008. — Olha estou quase a celebrar uma década de internet ao peito).

         Desde do primeiro dia pensei que já conhecia os cantos à casa e que nada neste Mundo internáutico seria novidade para mim. E foi nessa ânsia de mostrar que era um Expert que decidi que iria renovar o stock de DVDs típicos do Vin Diesel do meu tio, um solteirão (ou um encalhado)!

 

XXX vin diesel.jpg

Que grande industria tem este Vin Diesel!

 

 

         Foi algo que ele me pediu assim que soube que ia ter acesso à internet e porque a sua colecção já estava um pouco velha e gasta. Por outro lado, a sua mão não aparentava qualquer problema visível (Ser Humano 1-0 DVDs).

         Com vontade de mostrar as capacidades, minhas e do meu brinquedo novo, fui pesquisar nesses sites bonitos de “partilha”. Entrei na categoria “Karaté Alentejano com 3Xs”. Inteligente como sou, procurei na página os filmes mais populares naquela comunidade — um aparte: vocês têm uns gostos esquisitos que Deus me valha (quer dizer, valha a vocês)!

         Certo do meu sucesso, entreguei o primeiro DVD ao meu tio sobre o qual recebi a seguinte reclamação:

         — Oh Nuno lá porque o tio quando esteve no estrangeiro (esse grande país que resume todos os outros excepto Portugal) viveu com uma gorda (palavras dele) não era preciso um filme cheio delas!

         Determinado em emendar a mão (má escolha de palavras parece-me), procurei por outro filme. Achei um com o título “Brasileirnhas apresentam…” — como as reticências iriam ser importantes!

         — É mesmo isto, ate gemem em português e tudo! — Pensei eu.

 

 

brasileirinhas.jpg

Nem vou comentar... tarados!

 

 

         Download, gravar DVD, entregar.

         — Oh Nuno F***-**, gordas ainda vai, agora uma família toda à molhada é demais!

         Realmente ele tinha razão, era demais. Também eu tenho razão quando digo que vocês, tarados da web, tem gostos estranhos demais. F***-** para vocês também.

         Cheguei à conclusão que isto da internet não era assim tão fácil e era necessário por mãos à obra (novamente, bela escolha de palavras) e precisava fazer uma pesquisa mais profissionalizada.

         Descobri, qual Vasco da Gama da internet, que até na pornografia existiam sinopses, algumas muito específicas como: “Sexo, what else?!” (obrigadinho pelo esclarecimento, ainda não tinha percebido). Por fim havia algo que realmente dava muito jeito chamados “screens” em que podia ter acesso à informação sobre a qualidade… da imagem, obviamente.

         E foi aí que aprendi a minha primeira lição no Mundo da internet: nunca mais gravar nada para o meu tio ver!