Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

Confesso.jpg

 

 

Olá pessoal, como vão essas leituras? Essas férias têm trazido boas leituras? Devo confessar que, embora não esteja de férias, tenho conseguido ler mais e estou bastante contente com os livros que tenho lido ultimamente. Hoje falo-vos daquele que foi a minha primeira leitura deste mês de Agosto: “Confesso” de Colleen Hoover editação portuguesa da Topseller e vencedor do prémio melhor romance 2015 do Goodreads.

Colleen Hoover é uma das escritoras mais faladas em Portugal nos dias que correm, tem uma legião de fãs e os seus livros são dos que mais se vêem reviews nas redes sociais. Com visita marcada para Lisboa no dia 11 de Novembro, muitos dos seus fãs já se encontram em alvoroço para que esse dia chegue depressa.

No entanto, não foi por nada disto que acabei por ler este livro. A história de como este livro acabou na minha estante já está no Instagram é só irem lá espreitar! Vamos então à história.

 

 

1.png

 

 

Tudo gira em torno de Auburn Reed que conhece, e logo se apaixona, por Owen Gentry, pintor que tem como característica o facto de dar imagem a cada confissão que recebe (A autora adverte antes do início do livro que todas as confissões são verdadeiras e enviadas por leitores anónimos). Só por aqui já fiquei “ligado” à história, depois as confissões… são do mais aterrador que se possa imaginar! Já os quadros (e sim, temos imagens coloridas e tudo dos quadros) são lindos e ao mesmo tempo desconcertantes.

 

 

2.png

 

 

Continuando… A história vai seguindo em torno destes dois personagens enamorados que, como todos, guardam segredos em relação ao seu passado, com a particularidade destes segredos serem os entraves para que a relação possa resultar. Claro que mais gente se envolve e pretende que esta possível relação não chegue a sê-lo.

 

3.png

 

Confesso (vejam bem a escolha desta palavra, ninguém previa…) que, quando ia a pouco mais de meio, estava indeciso sobre como queria que fosse o final desta história: por um lado não gosto de finais felizes previsíveis, por outro lado, neste caso concreto e tendo em conta aquilo que os “opositores” de Auburn e Owen são capazes de fazer para os separar, é algo que detesto ainda mais. Ou seja, estou preso entre dois finais que de alguma forma detesto e adoro essa briga interior que vou fazendo ao longo do livro (serei o único que se sente assim?!).

 

4.png

 

Tudo isto acontece, graças ao mérito da autora em criar personagens e cenários credíveis, complexos, densos, deixando-nos a nós leitores preocupados e desejosos de saber o que vai acontecer na página seguinte.

Ainda não falei do formato da narração. Temos Owen e Auburn a relatar à vez tudo o que se vai passando, seja nas suas vidas, seja nas suas cabeças. Também gostei muito disto, um toque simples, dois narradores principais que não se sobrepõem nem se repetem.

 

5.png

 

No fim, ficamos a saber qual é a última peça do puzzle que junta todos a redor desta história, que torna agridoce terminá-la e ter que nos despedirmos desta história sobre segundas oportunidades e com personagens que, sabe-se lá um dia, possam ser reais em algum cinema ou série por aí.

Adorei este livro e a forma como terminou foi o que me fez dar-lhe 5 estrelas no Goodreads. Isso e a história conseguir envolver-nos com cada uma das dúvidas e das decisões dos personagens, muitas delas em que sabemos que são más decisões, mas também conseguimos (graças à autora) compreender o porquê daquelas más decisões serem tomadas.

 

6.png

 

Será mais uma autora para acompanhar e não tivesse eu um monte enorme de livros por ler (acima dos três dígitos… não gozem, é doença!) iria muito provavelmente abastecer-me de mais um ou dois livros dela. Sendo assim, e se quiserem claro, podem-me oferecer algum pelo Natal. Ou no dia do meu aniversário, 29 de Maio. Ou no dia da criança, 1 de Junho. Ou no dia do animal, 4 de Outubro. Se quiserem sintam-se à vontade!

Depois disto, fico a aguardar (sem pressão nenhuma) pelas vossas prendas. Adeus, até à próxima e boas leituras.

 

7.png

 

8.png