Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

Hoje abrimos uma excepção na programação bloguística e adiamos “A Vida Dum Carola” para amanhã. Porque hoje o assunto é sério. Hoje é Dia do Pai.

Exceptuando hoje, em que toda a gente tem o melhor pai o mundo, para muitos de nós o nosso pai é, principalmente ao longo da nossa infância, aquele ser que está sempre a por um travão nos nossos desejos, parece que se sentem felizes em não nos fazerem as vontades. Quando crescemos percebemos que a isso se chama educação.

A verdade é que não existe nenhuma escola que ensine a ser bom pai, como não há também nenhuma outra para aprendermos a ser bons filhos. Por isso não vale muito a pena criticar os velhos por não saberem mais e melhor. Vamos aprendendo ao longo do tempo a ser melhores pais e filhos.

Ser filho é por no pai as culpas de tudo o que nos corre mal, mas a verdade é que a culpa é só nossa. Maioritariamente por não termos a maturidade para compreender a mensagem que o “velho” nos está a tentar passar. Por isso o melhor que podemos fazer é aproveitar tudo o que os nossos pais nos possam dar, sejam bons ou maus exemplos, e nunca por nos ombros deles a culpa pelo nosso insucesso.

dia do pai.jpg

 

 

Barack Obama não teve o pai presente na sua vida e não foi isso que o impediu de fazer história e quebrar todas as barreiras até ser eleito Presidente dos Estados Unidos.

Eminem, abandonado pelo pai aos 18 meses, tornou-se umas das maiores lendas do Hip-Hop.

O nosso Cristiano Ronaldo viu no facto do pai ser alcoólico uma razão para não beber e tomou nos seus ombros a responsabilidade de ser o pai da sua família inteira.

LeBron James, vedeta máxima do basquetebol mundial actualmente, nunca conheceu o pai, e até já lhe agradeceu a ausência da sua vida, pois graças a ela, LeBron é um astro mundial e um ídolo para milhões de pessoas.

Jim Carrey, um dos maiores comediantes dos anos 90, diz que devido ao pai ter sido infeliz por ter optado por um emprego “seguro” (e anos mais tarde, despedido) ensinou Jim a explorar o seu amor pela comédia (que era também o amor do seu pai).

 

O que estes senhores todos nos ensinam é que os nossos pais são sempre uma grande fonte de sabedoria a ser explorada: ora pelos bons conselhos que nos dão, ora pelos maus exemplos que nos ensinam o que não devemos fazer. Por isso aproveitemos e relembremos os nossos pais neste dia e em todos os outros. Feliz Dia do Pai.