Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

20180901_140458.jpg

 

 

Olá a todos e peço desculpa por este atraso na publicação desta opinião semanal, mas ontem ainda não tinha acabado o livro, mas já sabia que tinha que falar sobre este livro o mais rápido possível, por isso imaginem o que eu já estava a gostar dele (e ainda não tinha visto tudo… muito longe mesmo).

Ora então hoje falamos do livro “Por Trás dos Seus Olhos” de Sarah Pinborough publicado pela Editorial Presença. Para os mais distraídos este é o segundo livro desta escritora que leio nos últimos meses. O primeiro foi “13 Minutos” que adorei. Foi então que graças a um comentário anónimo nas leituras do mês de Abril, onde me aconselharam o livro mais recente da autora este “Por Trás dos Seus Olhos”.

Daí em diante fiz essa minha leitura de Abril, adorei-a, e fiquei logo apreensivo ao mesmo tempo: como é que o próximo livro pode ser melhor que este? Achei que o melhor seria baixar um pouco as expectativas para não me desiludir. Mas sabem que mais? Mesmo que eu tivesse as expectativas lá bem em cima, onde deveriam estar, esta obra chegou lá e mais uma vez surpreendeu-me (já fico na dúvida se sou eu que sou fácil de surpreender ou se é mesmo a autora que é genial. A segunda parte é de certeza verdade).

Este thriller consiste num triângulo amoroso entre Louise, uma mãe solteira, que se vê envolvida com David sem saber que ele seria o seu chefe e pior que isso que era casado com Adele, a sua logo a depois nova melhor amiga, e que aparentemente seriam o casal perfeito.

 

 

 “— Meus Deus — exclama ele, tirando-me as palavras da boca. O seu rosto fica muito pálido e ele arregala os olhos. Parece chocado, surpreendido e aterrorizado, tudo ao mesmo tempo. — És tu.

— Ouve — respondo-lhe —, aquilo não foi nada, estávamos bêbados e deixámo-nos levar pelo momento, foi só um beijo, acredita que não tenciono contar a ninguém, e acho que se ambos fizermos um esforço para esquecer o que aconteceu não há razão para não nos entendermos, e nunca ninguém saberá… — As palavras saem-me num chorrilho impercetível, sem que as consiga travar. Sinto a transpiração presa sob a minha base, ao mesmo tempo que me sinto corar e sobreaquecer.”

 

 

 

Aparentemente é aqui a palavra chave, já que Louise percebe que quanto mais tempo passa com cada um deles (e como se isso não fosse um desafio por si só) mais dúvidas tem e menos sente que os conhece aos dois.

Cada vez mais confusa, mas sem conseguir afastar-se de nenhum deles, Louise embarca na busca da “verdade”. O problema aqui, é que busca a verdade seguindo a versão de Adele, o que viria a ser a receita para o desastre.

 

“— Pensava que a ideia era recomeçarmos — diz ele, atirando os pedaços de plástico para o caixote do lixo. A sua expressão é incrivelmente fria. Quero dizer-lhe que vai correr tudo bem e pedir-lhe para confiar em mim, mas não posso. Iniciei este caminho, fazendo coisas para o afastar de mim e o aproximar dela, e tenho de me manter fiel a isso. Não posso fraquejar. Tenho de acreditar que a Louise, eu e o David conseguiremos fazer com que isto resulte.”

 

 

Eu não quero desvendar o desenrolar da história porque acho que é bom demais, para fazer essa desfeita a quem quer que seja que decida ler este livro. Fiquem a saber, quando acharem que está tudo resolvido e que só faltam poucas páginas insignificantes, é aí que mais uma vez a magia desta autora acontece e acrescenta mais um nível a uma história já tão boa até ali. E sim é quase literalmente até à última página. Agora percebo quando nesse tal comentário anónimo me falaram em algo sobrenatural, o que lendo a sinopse não dar para adivinhar, e mesmo lendo quase até ao fim não é possível prever o nível estratosférico que atinge!

Adorei e sim, esteve à altura de “13 minutos”, sendo que ambos levaram a minha nota máxima no goodreads. Se calhar por estar tão fresco na minha memória, consigo gostar ainda mais deste “Por Trás dos Seus Olhos”! Será agora muito difícil não ter uma expectativa muito alta em relação aos próximos livros desta grande escritora que vou seguir muito atentamente. Recomendo que comprem, urgentemente e assim que o fizerem, leiam-no, é mesmo muito bom!

 

 

“O passado é tão efémero como o futuro — é tudo uma questão de perspetiva e ilusão. Não se pode especificar, pois não? Digamos que duas pessoas experimentam exatamente a mesma coisa — e se lhes pedirmos para relatarem o acontecimento mais tarde e, embora as duas versões possam ser semelhantes, haverá sempre diferenças. A verdade varia de pessoa para pessoa.”