Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

saldos-billboard

ODiárioSecretoDeHendrikGroen1.png

 

 

Olá pessoal como estão? Ainda não estão fartos de mim como se eu fosse um velho muito chato e casmurro (que ligação tão bonita ao livro de hoje… de génio…)?! Pois bem, sendo assim aqui vem mais um review. Este livro esteve na minha lista de desejos, deixou de estar (pois, às vezes é preciso tirar uns para meter outros ou então a lista vai aos 300…) e entrou de imediato no carrinho de compras quando a Editorial Presença fez uma promoção espectacular no seu site.

Temos então “O Diário Secreto de Hendrik Groen aos 83 Anos e ¼”, autoria do próprio, sendo que o próprio é um pseudónimo. De quem? Não faço ideia… Digam-me pseudónimos de autores conhecidos e como são diferentes do “original”. Por falar em original, o título original é “Pogingen iets van het leven te maken”, sendo que como já ficou evidente em cima, a edição em Portugal ficou a cargo da Editorial Presença.

 

ODiárioSecretoDeHendrikGroen2.png

 

 

 

 

 

 

 

BonecaDeTrapos1.png

 

 

Olá pessoal, tudo bem? Prontos para mais uma review? Isto tem sido um fartote de reviews em atraso, mas estou quase a orientar tudo para que 2021 comece com tudo direitinho e de forma muito mais regular. Por falar em regularidade, o livro de hoje foi a escolha da @entrestorias para o desafio #chooseforme da @randygirlstuff e da @chuvadeletras__ no mês de Setembro, sim, Setembro, aquele que é o nono mês do ano e que vem a seguir a Agosto! Infelizmente só consegui começar esta leitura no final de Outubro e durou até ao início de Dezembro. Isto diz bem o caos que tem sido a minha vida fora do mundo literário (Spoiler: tem sido um caos dos bons!).

Falemos então do livro de Daniel Cole, “Boneca de Trapos” (título original: Ragdoll), editado em Portugal pela Suma de Letras. Neste livro temos o detective William Fawkes, mais conhecido por «Wolf» que volta ao trabalho após uma suspensão e desejoso de voltar a ter um caso empolgante e desafiante, e foi mesmo isso que aconteceu ao chegar ao local de um crime horrendo em que o corpo encontrado é formado por membros de seis vítimas. É este o ponto de partida para uma história que prometia muito, ainda por cima, quando além deste crime macabro se acrescenta uma lista com os nomes de seis novas vítimas, entre eles, o do próprio Wolf. Palavra-chave: prometia!

 

BonecaDeTrapos2.png

 

 

 

 

 

OruglhoEPreconceito1.png

 

 

 

Olá pessoal, tudo bem convosco? Espero que sim e espero que aguentem mais um pouco, estou a tentar ao máximo ter as minhas reviews em dia! O livro de que vos falo hoje foi da participação no mês de Outubro no projecto da @cat.literary.world e da @obsessoesliterarias: Vem Conhecer os Clássicos. Gostei muito da interacção que se criou no grupo do Instagram e, para variar, sou o peixe fora de água que tem muita dificuldade em achar o Clássico que me encha as medidas. Mas como eu sou o oposto do título deste livro, decidi continuar a participar, pelo menos enquanto tive tempo disponível para o fazer.

Falemos então de “Orgulho e Preconceito” (título original: Pride and Prejudice) de Jane Austen, numa edição já bem antiga que me emprestaram das Publicações Europa-América. Pelo título fica bem evidente ao que vamos: numa viagem pela burguesia que se movia às custas de interesses, propriedades e títulos familiares sempre descurando o consentimento, os desejos e os sentimentos das mulheres.

 

OrgulhoEPreconceito2.png

 

 

 

 

 

 

ORetratoDeDorianGray1.png

 

 

Olá pessoal, como estão? Essas leituras foram boas? Estamos a queimar os últimos cartuchos do ano e eu ando aqui numa correria a tentar fazer o maior número de reviews para fechar o ano em beleza e começar 2021 a todo o gás! O livro de hoje foi lido para um dos muitos projectos a que me juntei no ano de 2020, neste caso, ao projecto da @obsessoesliterarias e da @cat.literary.world, Vem Conhecer os Clássicos.

Temos então “O Retrato de Dorian Gray” (título original: The Picture of Dorian Gray) de Oscar Wilde, edição da Alêtheia Editores. Nesta história temos o jovem Dorian Gray que, ao se deixar retractar por Basil Hallard, acaba por trocar a sua alma pela juventude eterna.

 

ORetratoDeDorianGray2.png

 

 

 

 

 

LaranjaDeSangue1.png

 

 

Olá pessoal volto hoje para falar de um livro que tem sido muito falado desde que foi editado em Portugal no início do ano. Qual foi o livro que foi editado em 2020 que mais curiosidade vos suscitou? Confesso que este era um dos que mais interesse me tinha despertado. Temos então “Laranja de Sangue” (título original: Blood Orange), edição TopSeller.

Este livro foi a minha primeira leitura conjunta e gostava de agradecer à @obsessoesliterarias pelo convite, foi muito divertido ir acompanhando a leitura diariamente e falando sobre aquilo que íamos lendo e as teorias que se ia formando na cabeça de cada um. É uma experiência a repetir no futuro. Costumam fazer muitas leituras conjuntas?

Neste livro acompanhamos a vida de Alison uma advogada que recebe o seu primeiro caso de homicídio. Alison tem várias questões para resolver além deste caso: tem um marido e uma filha que tem vindo a negligenciar, coincidência (ou talvez não) tem um caso com um colega e pior que isso tem alguém que conhece este segredo e que se prepara para lhe fazer a vida num inferno. Inferno esse que Alison rega com demasiado álcool diariamente.

 

LaranjaDeSangue2.png

 

 

 

 

 

Wanted1.png

 

Olá pessoal, como é que vão essas leituras? Já tem um favorito do ano? Por acaso este ano já dei muitas vezes 5 estrelas porque os livros eram realmente excelentes, mas ainda me falta aquela leitura que me encha as medidas e que seja daquelas leituras que me marque para a vida.

O livro de hoje promete tornar quem o lê na pessoa mais desejada em qualquer empresa, temos então “Wanted” de David Freemantle editado em Portugal pela Academia do Livro. É mais um livro de desenvolvimento pessoal, um para o qual partia com alguma expectativa, mas que acabou por não corresponder totalmente…

 

Wanted2.png

 

 

 

 

 

BalaSanta1.png

 

Olá pessoal, bom dia a todos. Vamos falar de livros? Já que insistem… vamos a isso! O livro de hoje foi uma oferta fora de época, mas quando se conjuga oferta com livros quem é pode recusar? Depois de ler a sinopse ainda fiquei mais curioso. Sabem que estranhamente, ou talvez não, para mim que não acredito em religião nenhuma (isto dava pano para mangas, se quiserem podemos falar sobre isso nos comentários) a maioria de livros que envolvam o tema de alguma forma, já me deixam curioso. Incoerente?! Welcome to my life!!!

Do autor Luís Miguel Rocha e na edição da Paralelo 40º, temos “Bala Santa”, um título já de si bem sugestivo e com uma capa bem explícita. A história centra-se na tentativa de assassinato a João Paulo II em 1981. Quem sabia o que se iria passar? Quem planeou tudo isto? É o que vamos descobrir ao longo de 500 páginas!

BalaSanta2.png

 

 

 

 

OAmanteJaponês.jpg

 

 

Olá pessoal, como vão essas leituras?! Por aqui, quem é fã de Isabel Allende? O que mais gostam nos seus livros e na sua escrita? Pois bem, hoje venho falar do primeiro livro que li desta autora e que foi uma das prendas de Natal que me ofereceram. Pelos vistos (nem percebo como…) para os meus amigos já está a ficar complicado escolher um livro que eu não tenha, logo eu, que ainda tenho poucos livros… Quem também tem amigos a passar por este problema? Façamos um minuto de silêncio em solidariedade para com as dificuldades desses nossos amigos!

Foi por esta razão que “O Amante Japonês” (Título original: El amante japonés) de Isabel Allende veio cá parar a casa. Editado em Portugal pela Porto Editora, este livro conta-nos a história de amor entre Alma e Ichimei que se conhecem na casa dos tios de Alma nos Estados Unidos porque esta foi enviada para lá para fugir da Polónia em 1939, e porque Ichimei era filho do jardineiro nessa mesma casa.

 

OAmanteJaponês1.png

 

 

 

 

 

MarketingDigitalNaPrática.jpg

 

 

Olá pessoal, vamos lá a uma opinião fresquinha. Esta foi a minha última leitura do mês de Janeiro, e como disse quando fiz a apresentação como nova leitura, foi uma leitura que veio sendo adiada mês após mês, mas que finalmente consegui ler e acima de tudo aprender algo novo com este “Marketing Digital na Prática” de Paulo Faustino edição Marcador Editora.

 

MarketingDigitalQuote1.png

 

 

 

 

IMG_20200102_130702.jpg

 

 

Olá pessoal, bem-vindos a mais uma opinião. Desta vez trago-vos um livro que me foi oferecido no jantar de Natal da empresa. Este ano, decidi que todos os livros que me ofereceram no Natal teriam de ser lidos até Março. Claro que ajuda terem sido “só” 5 livros. Os meus amigos já se queixam que não sabem que livros me devem comprar, porque o mais certo é acertarem com algum que eu já tenha cá em casa, lido ou por ler!

Vamos então falar do livro de Gary John Bishop “Não Te F*das” (título original: Unfu*k Yourself), editado em Portugal pela Lua de Papel. Um livro curto, conciso e com principal foco na acção.

 

1.png