Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

Primeiro Aniversário.png

 

Olá a todos e deixem-me dizer isto sem filtros nenhuns:
Foda-se já passou um ano desde que comecei este blogue!

Pois é, é verdade o blogue Carola Ponto e Vírgula faz hoje um ano! É incrível como o tempo passa a correr, lembro-me do primeiro dia como se fosse hoje… mas há um ano atrás!

 

 

Dizer que estou muito contente é pouco! Este blogue foi das melhores coisas que eu podia ter feito para me desafiar, divertir e com ele partilhar as minhas ideias, experiências e leituras.

Eu sabia que ter um blogue requer muita disponibilidade e dedicação, por isso nunca me vão ouvir queixar do trabalho que dá fazer seja o que for. Sim, dá trabalho e é preciso tempo para poder manter o blogue vivo e actualizado, mas era mesmo esse o desafio que queria para mim.

Ao mesmo tempo que já passou um ano, ainda só passou um ano (como sempre, a fazer sentido desde 1987) e sei que ainda sou um novato nestas andanças e que tenho muito que aprender.

As minhas expectativas eram mais pessoais e pelo desafio em si, mas claro que queria as pessoas lessem aquilo que vou publicando, e aí as surpresas foram mais que muitas. Ver a origem das visitas do blogue ao longo do tempo é uma maravilha. Saber que num qualquer país destes (ou cidade) vai estar alguém a perder um minuto do seu dia para ler aquilo que publiquei é impressionante.

Muito para além dos números, que contínuo a não querer saber interpretá-los, fico contente com cada visita, visualização, like, comentário e quero agradecer a todos vocês por estarem presentes (até mesmo aqueles que já não estão).

 

Visitas blogue.jpg

Em Portugal é de norte a sul e até nas ilhas!

Pelo Mundo: É de doidos! Filipinas, Chile, India... 

Obrigado é pouco! 

 

Espero que este seja o primeiro de muitos aniversários do blogue e que que continuem aí a apoiá-lo e a fazê-lo crescer, da minha parte só posso prometer que tento sempre dar o meu melhor (até mesmo quando vocês pensam: “Chiça bela mer*a de texto. Faz um favor à humanidade: mata-te, não tens jeitinho nenhum para isto”) e que quero continuar a melhorar em todos os aspectos e para isso preciso de vocês, do vosso apoio e das vossas críticas também.

Este foi o primeiro ano do Carola Ponto e Vírgula, e espero por vocês aqui de novo, neste dia, mas em 2020. Muito obrigado, vocês são os maiores, beijinhos e abraços, boas leituras e acima de tudo sejam felizes!  

2019 objectivos.png

 

Olá a todos, bem-vindos. Finalmente chegou o dia em que deixamos mais um ano para trás e partimos para um novo ano renovados e cheios de desejos e objectivos para cumprir (e outros tantos para não cumprir) durante os próximos doze meses, até voltarmos a repetir tudo novamente. Por isso, decidi deixar-vos aqui com a minha lista de objectivos para 2019 e que resolvi dividir em três categorias: Blogue, Literários e Pessoais. Vamos a isto, porque senão só para o ano (e que comecem todas as piadas habituais de Ano Novo).

 

Blogue:

— Continuar a melhorar o conteúdo e ser mais regular.

Não foi fácil manter um ritmo de posts certo, nem manter os dias que tinha planeados. Como disse ontem, o ano foi cheio de desafios e nem sempre houve a disponibilidade (muito mais mental, do que temporal) para cumprir o calendário que tinha delineado. Em 2019 espero planear tudo com mais antecedência, mesmo que isso implique menos conteúdo. Muitas vezes menos é mais.

 

— Criar um espaço onde dou a minha opinião conjunta sobre um livro e o filme (ou série) que esse livro originou.

A ideia deste espaço surgiu porque eu tenho a saga Millenium de Stieg Larsson para ler há já demasiado tempo e assim junto o útil ao agradável e vejo também os filmes que também já me tinham deixado curioso. No entanto, irei estrear a ideia com Fahrenheit 451 que foi o último livro que terminei este ano.

Conta com a vossa ajuda para me dizerem quais são os filmes que “saíram” de livros e com isto podermos compará-los.

 

— Tentar melhorar a minha escrita.

Sei que por vezes a minha forma de escrever se enrola um pouco e fica confuso de se ler. Por vezes é propositado para fins de ser uma distracção para preparar uma piada (às vezes até eu me distraio ao ponto de a piada nem sequer existir…). Se temos condições para fazer melhor porque não tentar?!

 

— Criar o espaço “José Rodrigues dos Santos”

Se já não é o meu escritor favorito, não foi por culpa dele, mas de uma tal de Sarah Pinborough apareceu na minha estante e arrebatou tudo e todos para segundo plano.  Certo é que foi graças a José Rodrigues dos Santos e ao seu “A Mão do Diabo” que toda esta minha paixão pela leitura nasceu. Por isso, e porque tenho já muitos dos seus livros em atraso quero dedicar-me a recuperar este atraso. A ideia será ler um livro dele por mês.

 

Literários:

 

— Ler 45 livros em 2019

Será um aumento de 15 livros em relação à meta que alcancei este ano. Como é que eu vou conseguir chegar a este número?! Não faço ideia. Por acaso até faço, mas será graças a um dos pontos da área “Pessoal”.

 

— Ler mais Fantasia e Poesia

São dois estilos que desde que criei o blogue quis “obrigar-me” a explorar, mas ainda sem grande relevância (Poesia então sem relevância nenhuma). Irá ser melhor de certeza em 2019.

 

— Comprar menos livros

É inevitável, o caso está cada vez mais grave: eu não faço ideia de quantos livros comprei este ano, mas tenho a noção (certa) de que foram mais que aqueles que li em todo o 2018 (como já disse, li trinta). Tenho tantos livros em lista de espera que seria um crime deixá-los mais um ano sem os ler.

 

 Pessoais:

— Procurar novas/mais oportunidades de aumentar os meus rendimentos.

Acho que isto é algo que todos queremos, certo?! Mas também é certo que se ficarmos à espera de que tudo nos caia no colo, não vamos sair do mesmo sítio e nem evoluímos. Por isso em 2019 tenho que dedicar tempo à procura do que a vida profissional tiver para me oferecer, sem medos.

 

— Perder menos tempo na Internet “a passear”.

Ainda bem que eu não tenho nenhum contador de tempo perdido entre redes sociais e em páginas de internet como o YouTube a perder tempo que no ano que vem quero dedicar para ler mais ainda.

 

— Ser mais sério, sincero e elogiar mais.

Os meus amigos vão detestar isto, mas eu tenho um problema grave: não consigo manter uma conversa num tom sério e adulto por mais de 10 minutos (sim, porque discutir futebol não é um assunto “adulto”). Atenção que eu gosto de ser bem-humorado e dizer mal de mim para que todos se riam, mas há situações em que podemos e devemos falar a sério, seja porque o assunto é sério ou porque os outros sentem a necessidade de dizer como se sentem e tenho que respeitar isso, em vez de dar uma piada para “animar”. Não se pode ser palhaço a vida toda… (não é Sócrates?!)

Também tenho que demonstrar mais o meu apreço, sempre que seja isso que eu sinta. Não estou sempre a reclamar e a “mandar abaixo” os outros, mas também não sou um poço de apoio e motivação. Tenho que reconhecer “em voz alta” os méritos de quem os tiver.

 

— E o clássico dos clássicos, perder peso.

O que seria de um início de ano sem o desejo de perder peso?! Tenho uma alimentação já muito equilibrada, mas ainda com alguns abusos que preciso de corrigir, mas quero aliar a prática de exercício físico à alimentação cuidada. O exercício físico servirá também para aliviar o stress diário.

 

Pronto e é isto que espero que aconteça no ano que começa depois da meia-noite. Daqui a um ano estaremos aqui para ver o que 2019 me reservou. Beijinhos e abraços, feliz ano novo e que 2019 traga tudo aquilo que desejam!

2018em Retrospectiva.png

 

Olá a todos, bem-vindos. Novamente, e cada vez mais rápido, outro ano está a chegar ao fim. 2018 foi um ano muito bom para mim, como já têm sido alguns anos antes deste. Sinto-me a crescer cada vez mais (e nesta época natalícia então nem se fala…), olho para trás e vejo que evolui em vários aspectos e, ao contrário de outros anos tenho muita vontade de continuar neste caminho de desenvolvimento e realização.

Este ano foi de muitos desafios, sejam eles profissionais ou pessoais. O facto de ter abordado estes desafios de um ponto de vista muito mais positivo, fez com me sinta contente com aquilo que alcancei e também por aquilo que consegui mostrar aos outros, mas principalmente a mim. Dizer que os livros que fui lendo ao longo do ano foram um grande apoio e gostava muito que todos aqueles que acham que ler “é uma seca”, fizessem como eu, que embora já tarde, descobri esta paixão pelos livros em 2012 e por acaso (ou talvez não) muita coisa mudou desde então.

Depois há este blogue. Pensei durante muito tempo se deveria ou não dar vida a este espaço depois de alguns amigos meus me terem sugerido criá-lo. Ainda não tem um ano e não posso dizer que seja um projecto consolidado, mas eu já vou com 31 e também não posso dizer isso sobre mim . Mas tem sido uma experiência espectacular! Não tinha expectativas nenhumas, a não ser dar a conhecer os livros que ia lendo e desafiar-me a criar conteúdo original, dando rédea solta à minha imaginação (o que é sempre um perigo): A Vida Dum Carola e De Mim Para Ti são espaços que adorei criar e algo que parecendo que não, dá muito trabalho. O “gozo” que me dá não tem comparação, é muito maior.
Depois saber que há alguém que vai dispensar um pouco do seu tempo para ler aquilo que escrevi, é o que me faz feliz e saber que tomei uma das melhores decisões ao seguir o conselho desses meus amigos e criar este blogue.

Conto com vocês para fazerem parte do meu 2019 e que com o vosso apoio eu consiga construir aqui um espaço cada vez melhor e mais divertido de seguir. Muito obrigado a todos por tudo e venha daí esse 2019… recheado de livros!

20180523_125819.jpg

 

 

         Olha já é sexta! Então “sexta, logo livro analisado”!

         E o livro de hoje foi a bíblia informativa que me permitiu saber o que fazer neste mundo dos blogues.

         Desde que decidi criar este blogue tive, como é normal, muitas dúvidas, mas algumas certezas também: que requer dedicação, que me ia divertir muito e que precisava de saber muito mais sobre como se cria um blogue. Pesquisei alguns livros que me pudessem ajudar e escolhi este manual escrito por duas especialistas em marketing.