Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

saldos-billboard

OCastigoDosIgnorantes1.png

 

 

Olá pessoal, essas leituras foram boas? Já escolheram o vosso livro favorito de 2020? Contem-me tudo: foi um ano positivo, leram muito, quais as maiores surpresas, as maiores desilusões, vá não tenham vergonha, foi 2020, podemos justificar tudo com isto! Até porque é esse exactamente o argumento que eu vou usar para não ter completado este desafio a tempo e horas, e por isso, mesmo pedindo desculpa por esta falha à @mjoaodiogo e à @mjoaocovas_livros_gosto, organizadoras do Clube de Leitura — Sebastian Bergman, vocês sabem, foi 2020, what else?! (safei-me?!).

Temos então o quinto volume da Saga Sebastian Bergman, “O Castigo dos Ignorantes” (título original: De underkända) da nossa dupla Michael Hjorth & Hans Rosenfeldt, editado em Portugal pela Suma de Letras. Neste novo caso temos um assassino que pretende castigar os novos modelos da sociedade, sem educação, criados em reality shows.

 

OCastigoDosIgnorantes2.png

 

 

 

 

 

AMeninaSilenciosa1.png

 

 

Olá pessoal, como estão? Essas leituras estão em grande? Já têm o vosso favorito de 2020 escolhido? Eu devo confessar que ainda não comecei a pensar nisso, mas é certo que farei novamente um top de melhores do ano e também de desilusões. Talvez das maiores desilusões seja mesmo o facto de não ter conseguido manter a minha participação activa nos projectos em que estava a participar, como foi o caso deste projecto criado pela pela @mjoaocovas_livros_gosto e pela @mjoaodiogo, o Clube de Leitura Sebastian Bergman.

Vamos falar daquele que é o quarto livro da série e que deveria ter sido lido em Agosto, mas como bom atrasado que sou, só o comecei em Setembro. Temos então “A Menina Silenciosa” (título original: Den Stumma Flickan) da dupla Hjorth & Rosenfeldt, editado em Portugal pela Suma de Letras. Neste quarto livro, a equipa de investigação que conta com o nosso bem conhecido Sebastian Bergman vê-se num beco sem saída quando o principal suspeito de um assassinato de uma família de quatro (pai, mãe e duas crianças) é também ele encontrado morto. Até que o aparecimento de Nicole, uma criança e a única testemunha do homicídio, traz nova esperança, para logo se desvanecer quando se apercebem que o trauma deixou esta menina muda. É, no entanto, persuadida a desenhar e é a partir daí que ela vai mostrando aquilo que viu.

 

AMeninaSilenciosa2.png

 

 

 

 

 

OHomemAusente1.png

 

 

Olá pessoal, como vão essas leituras? O livro de hoje faz parte da saga Sebastian Bergman que estou a adorar acompanhar, ao mesmo tempo que participo no Clube de Leitura criado pela @mjoaocovas_livros_gosto e @mjoaodiogo.

Temos então o terceiro volume da dupla Hjorth & Rosenfeldt, “O Homem Ausente” (título original: Fjällgraven), editado em Portugal pela Suma de Letras. Mais uma vez uma capa espectacular e a expectativa que a história lhe faça juz, o que lendo a sinopse ficamos a saber da descoberta de seis corpos e prontos para mais uma grande aventura. Mas, para mim, desta vez não foi assim…

 

OHomemAusente2.png

 

 

 

 

 

ODiscípulo1.png

 

 

 

Olá pessoal, prontos para mais uma opinião?! Espero que se encontrem bem de saúde e com leituras muito boas. Hoje é dia de falar do segundo livro da Série Sebastian Bergman “O Discípulo” (título original: Lärljungen) da dupla Michael Hjorth e Hans Rosenfeldt, editado em Portugal pela Suma de Letras. Esta leitura faz parte do clube de leitura organizado também por uma dupla, @mjoaocovas_livros_gosto e @mjoaodiogo. Tem sido muito interessante fazer parte deste Clube de Leitura e ir acompanhando o entusiasmo de todos com estas leituras.

Nesta segunda aventura temos mais uma vez Sebastian Bergman no papel central (até parece que esta série é dele 😂) que depois do final do primeiro livro descobre quem é a filha que descobriu que tinha. Não imaginaria no início da sua procura que a sua filha estaria tão perto de si e que já a conhecia antes de saber sequer que era ela a sua filha. A juntar a isto, na cidade de Estocolmo, várias mulheres são assassinadas brutalmente com a marca registada de Edward Hinde, um serial killer que Sebastian prendeu há quinze e que continua detido. Tendo sido parte tão importante nessa detenção, Sebatian volta a ser integrado na equipa de investigação, mas pior que tudo isso é a descoberta que todas as vítimas estão directamente ligadas a Sebastian!

 

ODiscípulo2.png

 

 

 

 

 

 

NoEscuro1.png

 

 

Olá pessoal, prontos para mais uma opinião?! Antes e uma vez que já chegamos a meio do ano, digam-me, qual é que foi a vossa melhor leitura até agora? E já agora, qual a maior surpresa e a maior desilusão nestes primeiros seis meses?

O livro de hoje é o segundo que leio de Cara Hunter: “No Escuro” (título original: “In The Dark”) editado em Portugal pela Porto Editora. Este foi o também o segundo livro do mês de Maio que o meu par escolheu para o #chooseforme, a @chuvadeletras__ (também ela organizadora do projecto em conjunto com @randygirlstuff).

A história começa com a descoberta de uma mulher e uma criança em risco de vida presas numa cave. O pior de tudo é que o proprietário, já muito velho e confuso, jura que nunca as viu e mais intrigante que isso, é não haver qualquer indício ou relato do desaparecimento desta mulher.

 

NoEscuro2.png

 

 

 

 

 

 

MistérioEmNineElms1.png

 

 

Olá pessoal, bem-vindos a mais uma opinião. Como é que vão essas leituras? O livro de hoje foi a primeira escolha do mês de Maio para o #chooseforme, projecto da @chuvadeletras__ e @randygirlstuff que consiste em sortear pares para que cada um escolha o livro que o seu par vai ler. Quem foi a pessoa que me calhou em sorte em Maio? Nada mais, nada menos que uma das organizadoras, a @chuvadeletras__.

Então a Jéssica escolheu “Mistério em Nine Elms” (título original: Nine Elms) de Robert Bryndza (um dia irei conseguir escrever este nome sem olhar para o papel, Robert não é um nome fácil…), editado em Portugal pela Alma dos Livros. Quem é fã deste autor? Que livros dele é que já leram?

 

MistérioEmNineElms2.png

 

 

 

 

 

 

SegredosObscuros1.png

 

 

Olá pessoal, como estão?! Essas leituras têm sido boas? Contem-me tudo! O livro de hoje faz parte de uma série que há muito tempo me despertava o interesse, quanto mais não fosse pelas capas bastante peculiares com cada livro a ter um animal diferente na capa. Depois existiram duas coincidências engraçadas para comprar e ler esta série: Primeiro, as promoções espectaculares da @livrariawook que deram mais força à minha curiosidade por estes livros e depois porque soube que tinha sido criado um Clube de Leitura, organizado pela @mjoaodiogo e pela @mjoaocovas_livros_gosto, para a leitura desta série, um livro por mês. Isto, só por si, já é um desafio para mim, uma vez que não costumo ler livros da mesma série ou do mesmo autor em meses seguidos.

Sendo assim, temos o primeiro livro da Série Sebastian Bergman, “Segredos Obscuros” (título original: Det Fördolda) da dupla Michael Hjorth e Hans Rosenfeldt, editado em Portugal pela Suma de Letras. A história começa por nos apresentar Sebastian Bergman um psicólogo que ajudava a polícia, sendo um especialista em casos de serial killers, mas que vê a sua vida destroçada à custa do tsunami que rouba a vida da mulher e da filha. No entanto, vê-se novamente arrastado para um caso de polícia quando é descoberto num pântano o corpo de um rapaz de dezasseis anos morto e a faltar-lhe o coração!

 

SegredosObscuros2.png

 

 

 

 

 

 

 

PertoDeCasa1.png

 

 

Olá pessoal, sejam bem-vindos a mais uma opinião. Espero que se encontrem bem e que continuem a aguentar estes dias difíceis que temos tido. Para ajudar, temos livros para ler e para conversarmos sobre eles. Desde que o estado de emergência foi declarado notaram alguma mudança dos vossos hábitos de leitura? Eu, por exemplo, notei algumas mudanças, estranhas até. Porque antes disto tudo, eu gostava de ficar em casa a ler e era o melhor planeamento de fim-de-semana possível. Agora… gosto de ficar a ler na mesma, mas já sinto que tenho que fazer outras coisas (ver séries, anime, filmes, jogar no computador, etc) para que não sinta que a leitura seja já uma obrigação dadas as circunstâncias. Estranho, não é?! Mas, vamos lá então ao que interessa…

“Perto de Casa” (título original: Close to Home) de Cara Hunter, edição portuguesa da Porto Editora. Este livro já me tinha andado a saltar à vista por esse Instagram fora com opiniões muito positivas, falando principalmente (e sem spoilers) da originalidade na forma como a história nos é apresentada. Tudo começa com o desaparecimento de Daisy Mason, enquanto a sua família dava uma festa. Sem grandes pistas por onde começar a investigação o inspector Adam Fawley, embora mantendo todas os cenários em aberto, sabe que na maioria dos casos o criminoso é alguém que a vítima conhece.

 

PertoDeCasa2.png

 

 

 

 

 

ACasaDeBonecas.jpg

 

 

Olá pessoal, mais um dia, mais uma opinião! Não podiam ser só más notícias! Continuamos a falar de mais um livro para o #challengedomes da @chuvadeletras_ e da @fantasy.world97, desta vez da quarta e última semana do desafio. Nesta semana tínhamos de escolher entre Fantasia e Policial. Foi uma escolha fácil, já que adoro policiais. Foi mais difícil escolher qual dos policiais ler entre os muitos que estão aqui em casa.

No entanto, decidi voltar a ler mais um livro de um autor que tenho adorado, do qual já li dois livros, mas que por razões diferentes ainda não consegui dar-lhe 5 estrelas. Por isso parti para esta leitura com o pensamento que à terceira era de vez! Escolhi então “A Casa de Bonecas” (título original: The Doll’s House) de M. J. Arlidge, o terceiro livro da saga da detective Helen Grace, editado em Portugal pela TopSeller.

 

ACasaDeBonecas1.png

 

 

 

 

 

àmorteninguémescapa.jpg

 

 

Olá pessoal, vamos a mais uma opinião?! Esta foi a minha primeira leitura de Fevereiro e um regresso a um autor que conheci o ano passado e do qual gostei muito. Qual foi o autor que conheceram o ano passado que mais gostaram de ler?

Vamos então falar de “À Morte Ninguém Escapa” (título original: “Pop Goes the Weasel”) de M. J. Arlidge, editado em Portugal pela TopSeller. Este é o segundo livro do autor e onde vamos voltar a seguir a detective Helen Grace em mais um caso, depois de tudo aquilo que lhe aconteceu em “Um, Dó, Li, Tá”.

 

ámorteninguémescapaquote1.png