Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

oshomensqueodeiamasmulheres.jpg

 

 

 

Olá a todos, espero que tenham sobrevivido ao Dia do Livro e a todas a promoções desse dia. Eu ainda estou em recuperação, tentei resistir e aguentar, mas não deu! Eu sei, sou um orgulho para os departamentos de marketing das lojas e livrarias, já para a minha carteira… ela diz que sou uma desilusão e que devia procurar ajuda! Por isso, ajudem-me: Não fui o único, pois não?!

Agora vamos ao assunto que nos traz aqui hoje: a minha opinião sobre o livro do mês que escolhi para o “The Bibliophile Club”. Com Thrillers e Mistério para o mês de Abril, fiquei com um grave problema: como é um dos meus temas favoritos, não se adivinhava uma escolha fácil e rápida no meio de tantas hipóteses que tinha em casa. Foi então que graças a uma sugestão nos comentários do grupo, que acabei por escolher um livro que tardava em lê-lo: “Os Homens que Odeiam as Mulheres”, o primeiro livro da saga Millennium de Stieg Larsson, edição D. Quixote.

 

 

“Vanger baixou os olhos para as mãos, e então bebeu um golo de café, como se precisasse de uma pausa antes de conseguir finalmente falar do que queria.

— Antes de começar, Mikael, gostaria de chegar a um acordo contigo. Quero que me faças duas coisas. Uma é um pretexto, a outra é o verdadeiro objectivo.

— Que espécie de acordo?

— Vou contar-te uma história em duas partes. A primeira é a respeito da família Vanger. É o pretexto. É uma história comprida e sombria, e eu vou tentar cingir-me à verdade nua e crua. A segunda parte da história tem que ver com o meu verdadeiro objectivo. Provavelmente, vais achar que uma parte desta história é… louca. O que quero de ti é que me ouças… que ouças o que quero que faças e também o que ofereço… antes de decidires se aceitas ou não o trabalho.”

 

 

 

!

 

The Bibliophile Club.jpg

 

 

 

Olá juventude dos 0 aos 100, bom fim-de-semana e vamos lá apresentar o tema de Abril no The Bibliophile Club, isto depois de um mês de Março de extremos: o livro que escolhi revelou-se uma desilusão, mas o desafio lançado pelas meninas de falar sobre as mulheres da nossa vida, embora tenha sido desgastante emocionalmente, foi muito bom e fiquei contente com o resultado dos textos, e com os comentários e apoio que recebi. Muito obrigado!

Agora em Abril voltamos “à normalidade” e com um tema que adoro: Thrillers e Mistérios!

Sendo dos meus favoritos o leque de escolha era enorme, mas quando nos comentários a Marisa do blogue Little Dream sugeriu a Saga Millennium de Stieg Larsson, fez-se luz e decidi logo que ia começar finalmente esta saga que andei cheio de pressa para a comprar (e ainda nem havia o quinto livro) e sabe-se lá porquê nunca a comecei. É isto o que mais me faz acompanhar este grupo literário, a interacção entre nós, entre os nossos gostos e, no meu caso, poder ir revisitar o fundo da estante em busca daqueles livros que já esperam há demasiado tempo para serem lidos. Vamos então à sinopse do primeiro livro da saga, “Os Homens que Odeiam as Mulheres”, edição D. Quixote.

 

 

SINOPSE

“O jornalista de economia Mikael Blomkvist precisa de uma pausa. Acabou de ser julgado por difamação ao financeiro Hans-Erik Wennerstrom e condenado a três meses de prisão. Decide afastar-se temporariamente das suas funções na revista Millennium. Na mesma altura, é encarregado de uma missão invulgar. Henrik Vanger, em tempos um dos mais importantes industriais da Suécia, quer que Mikael Blomkvist escreva a história da família Vanger. Mas é óbvio que a história da família é apenas uma capa para a verdadeira missão de Blomkvist: descobrir o que aconteceu à sobrinha-neta de Vanger, que desapareceu sem deixar rasto há quase quarenta anos. Algo que Henrik Vanger nunca pôde esquecer. Blomkvist aceita a missão com relutância e recorre à ajuda da jovem Lisbeth Salander. Uma rapariga complicada, com tatuagens e piercings, mas também uma hacker de excepção. Juntos, Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander mergulham no passado profundo da família Vanger e encontram uma história mais sombria e sangrenta do que jamais poderiam imaginar.”

 

 

Com esta sinopse recheada de nomes estranhos e uma busca a um desaparecimento com quase quarenta anos, só posso esperar que daqui saia mais uma boa aventura, recheada de mistérios mesmo como eu gosto, até porque tenho os outros livros da saga a chorarem por serem lidos!

Devo começar esta leitura já neste fim-de-semana e estou ansioso para ver se este livro corresponde a todas as expectativas e recomendações que tenho lido sobre ele. E vocês, que livro escolheram para este mês?! Já leram a saga Millennium?! Qual a vossa opinião?!

Mais uma vez obrigado, comentem e até à próxima!