Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

PenasDePato.jpg

 

 

Olá a todos, vamos começar a semana a falar de livros? O livro de que vos falo hoje fez a transição de Julho para Agosto e decidi que este livro era o indicado para o tema de Julho e Agosto do The Bibliophile Club: Livros para ler ao Sol.

Como sempre é um tema algo abrangente e este livro foi escolhido por ser uma leitura ideal para o Verão: leve, descontraído, simples e acima de tudo, bom!

Falo-vos então (como se não tivessem já visto pela foto) de “Penas de Pato” de Miguel Araújo editado em Portugal pela Companhia Das Letras.

Acho que toda a gente já conhece Miguel Araújo, o músico, autor e cantor, mas como eu até tenho o stock de palavras cheio vou apresentá-lo àqueles que têm vivido numa gruta, isolados e nem azeitonas apanharam (demasiado fácil esta, não?!).

 

1.png

 

 

Miguel Araújo é um dos fundadores do grupo Os Azeitonas, um grupo muito conhecido no panorama da música popular, género que está longe de ser o meu favorito, mas a boa música não tem género! De há uns anos para cá dedicado a uma carreira a solo, que conta com algumas participações, que esgota coliseus à mesma velocidade que eu esgoto o meu plafond de hambúrgueres do McDonald’s, a música de Miguel Araújo tem nas suas letras muito do seu sucesso (há letras que até eu sei do início ao fim!).

 

2.png

 

 

Foi por saber disto que decidi, há já largos meses, comprar este livro e perceber como seria a transição entre escrever letras para músicas e escrever um livro. Claro que a qualidade estaria lá sempre, mas eu estava curioso para saber se o livro era mesmo bom.

E, novidade das novidades, é mesmo bom!

Miguel Araújo neste livro vai escorrendo o seu pensamento sobre temas tão simples como o que torna a sua cidade do Porto, o Porto; os nomes dos cafés; o seu trisavô e não menos importante, a falta de um sotaque caracteristicamente português nos filmes de Hollywood tal como já têm os espanhóis e franceses.

 

3.png

 

É um livro leve, despretensioso, que se lê num instante num belo dia de praia ou numa esplanada (eu, li-o em casa. Também dá, as letras não desaparecem!). Toda a qualidade e riqueza do músico estão presentes neste livro e ainda ficamos a conhecer melhor o homem por detrás do artista em alguns destes textos. Dei-lhe 3 estrelas no Goodreads e espero que Miguel Araújo continue a ter sucesso e que seja cada vez mais reconhecido pelas suas qualidades ímpares!

 

4.png

 

Às tantas cheguei à conclusão que provavelmente a qualidade da escrita já vem no nome é que há outro Araújo (Ricardo ARAÚJO Pereira) que também tem sucesso muito à conta da sua escrita. Por isso, estou seriamente a pensar mudar o meu nome de modo a caber um “Araújo” que me guie rumo à riqueza. Será melhor Nuno Araújo Carola ou Nuno Carola Araújo?! Aceito sugestões…

Quem já leu “Penas de Pato”? Gostam das músicas de Miguel Araújo? Que livros estão a ler neste Verão? Qual é que foi o melhor que leram até agora? Comentem aqui como se isto fosse o Coliseu e eu o Miguel Araújo… até esgotar!

 

5.png

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.