Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

The Bibliophile Club.jpg

 

 

Olá, hoje e como prometido venho apresentar a minha escolha para o tema de Fevereiro no The Bibliophile Club. Este mês o tema escolhido foi: Romance. É um tema muito largo e com várias “ramificações”, mas achei interessante ir buscar uma autora que teve em grande por essas redes sociais: Kristin Hannah. Como até este mês quase não tinha visto ninguém falar dela, pensei que não fosse muito conhecida pela maioria das páginas que acompanho. Eu ainda só li um livro desta escritora, "Estrada da Noite", e adorei, 5 estrelas fácil. A história foi boa, mas lembro-me de que as personagens tinham muita profundidade e personalidade. Foi o primeiro livro em que senti realmente raiva, pena e vontade de gritar umas belas asneiras a uma das personagens!

 

20190131_132724.jpg

 

Para este tema, decidi então escolher “O Regresso”. Era um livro que já andava um bocado perdido aqui na estante e é também por isso que adoro a liberdade deste clube literário, que nos deixa escolher da nossa estante e cada um lê, possivelmente, uma escolha diferente.  Vamos então à sinopse:

 

“Jolene sempre conseguiu equilibrar a vida familiar com a carreira de piloto de helicóptero e as suas memórias de uma infância turbulenta. Mas, no dia em que o marido lhe diz que já não a ama, ela é destacada para o Iraque e a sua vida ameaça tornar-se num perigoso suspense. Enquanto Michael percebe finalmente o que é ser pai no dia a dia, do outro lado do mundo a mulher procura apenas sobreviver à guerra. No momento do seu regresso a casa, tanto Jolene como Michael estão diferentes. Será que a estranheza do reencontro vai ditar o fim do casamento ou haverá ainda tempo para reconstruir a vida que ficou para trás?”

 

Para começar gosto logo da ideia de ser a mulher a ir para a guerra! Normalmente as histórias são sempre de homens que partem com os seus exércitos rumo ao território inimigo, o que como é óbvio não relata a totalidade dos casos, sim, também existem mulheres que vão para o campo de batalha e corre risco de vida. Só por aqui já temos uma perspectiva diferente e isso é sempre intrigante. Depois temos o timing da partida, no mesmo dia em que é destacada para o Iraque a nossa militar fica a saber pelo seu marido que este já não a ama. Conhecendo isto, e sabendo a forma como explora as personagens e os cenários, só posso antever uma leitura boa. Já leram este livro? Esta autora? Gostaram? Qual foi a vossa escolha para este mês?

Vamos interagindo no grupo para manter tudo muito animado e boas leituras a todos! 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.