Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

IMG_20190930_130326.jpg

 

 

Olá pessoal, vamos lá falar daquilo que mais gostamos? Não, não é de chocolate (embora seja uma luta muito renhida cá em casa entre estes dois…), mas sim de livros! O livro de hoje é “Tu” (título original: “You”, ninguém diria!) de Caroline Kepnes, editado em Portugal pela Editorial Presença, que foi a minha quarta leitura do mês de Outubro.

Este livro já foi adaptado para série pela Netflix e eu até já vi o primeiro episódio (claro que só depois de ter acabado o livro). Aliás, foi por sugestão de quem viu a série que eu fiquei curioso em comprar o livro. E adorei-o, mas já lá vamos… Pela sinopse ficamos a saber que a história ganha forma a partir do momento em que Joe vê entrar na livraria onde trabalha Guinevere Beck, Beck para os amigos.

1.png

 

 

A partir daí temos Joe a pesquisar tudo e mais alguma coisa sobre esta jovem: o que faz, onde estudou, onde vive, as suas actividades nas redes sociais. Tudo e mais alguma coisa que possam imaginar (e também algumas coisas que nem sequer imaginam). Depois de recolhida a informação é preciso entrar em acção e planear “o acaso” para poder fazer parte da vida de Beck.

 

2.png

 

Desde o início, e foi algo recorrente capítulo atrás de capítulo, o meu pensamento era algo como isto: “Que doido varrido é este?!” (desde já devo dizer que o meu pensamento também tem umas asneiras à moda do Sérgio Conceição). Depois, e não sei pior que as acções dele, é a sua forma de pensar que acha tudo aquilo que ele faz justificável e normal, quase tão normal como eu ir agora ali à lua beber um café.

 

3.png

 

 

4.png

 

Vemos Joe a explorar todo e qualquer pormenor da vida de Beck, até mesmo os mais íntimos, enquanto vai removendo todo e qualquer obstáculo que se intrometa entre os dois. A linguagem usada é agressiva, “porca” até, mas algo normal e que encaixa perfeitamente na personagem. Este livro devia ser considerado um manual de aprendizagem para Stalkers profissionais, onde claramente e por boa margem, Joe seria o CR7 dos Stalkers.

 

5.png

 

7.png

 

 

No final de contas acabei por dar 5 estrelas a este livro pela sensação constante de desconforto que me provocou, fosse por estar dentro do cérebro de um psicopata obsessivo que não olha a meios para atingir os fins, fosse por ter que acompanhar a vítima passo a passo, sem que ela percebesse a realidade à sua volta. Entretanto, já percebi que esta história tem continuação (Hidden Bodies) que ainda não foi editado em Portugal. Sinceramente não sei se precisava de uma continuação e tenho sempre um receio que a sequela acabe por estragar o primeiro livro, que para quem é fã do género, recomendo bastante.

 

8.png

 

Agora gostava de saber, quem já leu este livro? Gostaram? Quem já viu a serie? Qual preferem a série ou o livro? Como é que correram as vossas leituras de Outubro? E quais são as vossas perspectivas para Novembro? Isto sem os vossos comentários não tem tanta graça, por isso, comentem e como sempre, boas leituras.

 

9.png