Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Carola Ponto e Vírgula

Carola Ponto e Vírgula

IMG_20190901_082937.jpg

 

 

Olá pessoal, boa sexta-feira a todos e vamos lá a mais uma opinião para o SeptemberThrills. Têm sido uma bela experiência, tenho acompanhado quase todas as partilhas de leituras deste projecto e com isso aumentado a minha lista de desejos. Também é bom ler opiniões de livros que já tinha lido antes deste mês, relembrar essas histórias e como outras pessoas interpretaram o mesmo livro que eu.

Vamos lá então falar da minha terceira leitura do mês e do desafio: “Tudo O Que Queres Que Eu Seja” (título original: Everything You Want Me to Be) de Mindy Mejia, editado em Portugal pela Bertrand Editora.

Esta história traz-nos Hattie Hoffman uma jovem sonhadora, com desejo de sair da sua pequena cidade e perseguir uma carreira de sucesso, que infelizmente acaba por não acontecer, uma vez que é encontrada morta, deixando a pequena comunidade completamente desfeita com a tragédia.

 

1.png

 

 

A narrativa é feita a três vozes: Hattie, Del e Peter (não vou dizer quem é quem, descubram. Vá um pequeno spoiler: Hattie é a personagem principal. Sempre ao dispor!) e oscila em várias alturas durante o último ano da vida da nossa adolescente.

Hattie apesar de jovem, gosta de representar e muito para além do teatro da escola. Na vida real, ela vai-se adaptando a cada ambiente e ajustando a sua “personagem” para obter os melhores resultados possíveis em cada situação.

 

3.png

 

Durante os relatos vamos acompanhando quer a investigação à sua morte, quer a sua perspectiva naquele ano anterior e por fim também a forma como os outros à sua volta a julgam ser. Eu gostei do formato em que o enredo se foi desenrolando em que as personagens foram ganhando importância e a forma como nos vamos apercebendo de quem poderá ser o principal suspeito da morte de Hattie.

 

4.png

 

Eu gostei deste livro, mas “só” lhe consegui dar 3 estrelas no Goodreads, principalmente porque quase desde início que para mim haviam poucos suspeitos que realmente pudessem ter assassinado Hattie e fiquei desiludido quando uma das minhas suspeitas se confirmou (eu sou assim, quando me mostram que eu posso até ser um gajo inteligente, não gosto!).

 

5.png

 

Isto não significa que o modo como tudo foi construído tenha sido mau, longe disso, foi bom. Até foi introduzida uma nova personagem no rol de suspeitos que não estava à espera. Se essa personagem fosse utilizada dessa forma não tão perto do final, teria sido uma verdadeira hipótese, assim, aparecendo tão tarde, eu fiquei logo desconfiado que só estava a aparecer naquela altura para “distrair” o leitor do verdadeiro assassino (estou a ficar preocupantemente inteligente, certo?!). Ainda assim é um bom livro e que se lê muito bem. Já o tinha dito em outras alturas, mesmo quando dou 3 estrelas, é bom, se eu não gostar ou não tirar algum prazer de algum livro, aí a nota é negativa sem qualquer problema.

 

6.png

 

Foi mais uma opinião, a terceira para o SeptemberThrills, já só falta uma, como será que correu?! Não desesperem, mais uns dias e está aí também! E vocês como têm corrido essas leituras em Setembro? Em que projectos têm participado? Como vai a vossa meta anual nesta altura? Comentem muito, vamos falar sobre livros como se não houvesse amanhã, até à próxima e boas leituras.

 

7.png

 

 

9.png